Não existe nenhuma dúvida que os smartphones vieram pra ficar e substituirão cada dia mais outros dispositivos não-portáteis. Pensando nisso, muitos profissionais tem investido em carreiras relacionadas à essa área. O desenvolvimento mobile é uma delas. Cada dia mais empresas surgem direcionadas ao mundo mobile. São jogos, aplicativos, redes sociais, entre outros recursos que você encontra dentro do seu celular. Todos eles desenvolvidos por empresas do ramo e por profissionais especialistas na área.

É muito difícil imaginar como era a nossa vida antes dos smartphones e as facilidades que temos hoje com a utilização deles. Eles cuidam do nosso tempo, dos nossos compromissos e do nosso lazer, de maneira rápida e acessível. Trabalhar com desenvolvimento mobile é isso, ter ideias que facilitem, melhorem ou divirtam os usuários de smartphones.

Nesse sentido, já existem cursos na área da tecnologia que oferecem capacitação para atuar com desenvolvimento mobile. Inclusive, na FMU.

E você? Tem interesse nessa área? Quer trabalhar com desenvolvimento mobile? Então saiba um pouco mais sobre esse mercado que, cada dia mais, é considerado a bola da vez.

CLIQUE AQUI E SAIBA COMO OBTER UMA BOLSA ESTUDOS NA FMU

O que é Desenvolvimento Mobile?

Os smartfones que conhecemos hoje são a evolução dos nossos antigos telefones celulares. Que por sua vez, são a fase seguinte dos telefones fixos criados lá na década de 80.

Empresas do mundo todo criam tecnologia para aprimorar cada vez mais as funções e tornar os smartfones indispensáveis para praticamente todas as tarefas do dia a dia. Essa tecnologia que é usada para criar todas essas funções que os smartfones exercem, é o chamado desenvolvimento mobile.

É praticamente obrigatório para as empresas estarem hoje dentro dos celulares dos clientes.

Em uma pesquisa de 2019 foi computado que existem dois dispositivos digitais por habitante no Brasil, incluindo smartphones, computadores, notebooks e tablets. Isso, de acordo com a 30ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP).

Ainda segundo a pesquisa, existiam no ano passado no país, 230 milhões de celulares ativos. Isso mostra a força que os dispositivos móveis tem no mercado e o quanto é necessário que as empresas se adequem a eles. Ter um celular e, principalmente, ter a sua vida dentro do celular, já virou uma cultura para boa parte da população mundial.

Empresas investem em aplicativos

Hoje em dia são incontáveis as empresas que tem, além de um site, um aplicativo para o celular. São bancos, editores de imagens, lanchonetes, lojas de departamentos, todos aproveitam essa oportunidade para vender seus produtos de maneira rápida, fácil e portátil.

Muitas acabam também integrando suas lojas com as redes sociais, criando inúmeras conexões através de seus clientes, como suas preferências, gostos e tendências de compras. Além disso, os clientes ganham com rapidez e facilidade em entrar em contato com a empresa dentro da própria rede social.

São muitas as tendências de desenvolvimento mobile. Confira algumas delas:

Inteligência Artificial

Muito aplicativos utilizam inteligência artificial como por exemplo: comandos de voz, pesquisa por imagens e outras forma que não a utilização de textos.

As câmeras dos celulares também se beneficiaram muito com a inteligência artificial, através dos reconhecimentos faciais ou de objetos. As câmeras passaram a trabalhar de acordo com a situação e a necessidade do usuário.

Chatbots

Chatbot é um programa de computador que tenta simular um ser humano na conversação com as pessoas. Muito utilizados por empresas de telefonia, o chatbot tem toda uma tecnologia capaz de tornar a máquina cada vez mais “humana”.

Um estudo indicou que o mercado global de chatbots está projetado para crescer 250 milhões de dólares até 2025.

Aplicativos de serviço sob demanda

Serviços sob demanda são aqueles em que nós solicitamos algo através de um aplicativo, como por exemplo os motoristas de aplicativo ou os entregadores de comida.

Essa é uma tendência mundial, principalmente em locais onde o nível de desemprego é muito alto. Por conta disso, aumentam a cada dia.

Realidade virtual e realidade aumentada

Muito utilizadas em jogos, a realidade virtual já está presente há bastante tempo, nela você acessa um mundo totalmente diferente e virtual através de algum dispositivo.

Já a realidade aumentada, que é a integração de elementos virtuais ao mundo real, tem sido mais amplamente utilizada atualmente.

Muitos locais como museus, galerias de arte e pontos turísticos se utilizam desses recursos para ampliar a experiência dos visitantes.

Com o aumento da tecnologia, a capacidade de visualização desses recursos tem sido cada vez mais acessível para as pessoas.

Formação para quem quer trabalhar com Desenvolvimento Mobile

O desenvolvimento mobile é considerado mais complicado que o desenvolvimento web, ou seja, dos sites. Por conta disso é necessária toda uma formação específica para poder atuar nessa área.

Na FMU você encontra um curso de tecnologia totalmente voltado para essa área. Conheça um pouco mais dele agora.

NA FMU VOCÊ PODE OBTER BOLSA DE ATÉ 100% COM A NOTA DO ENEM

Curso de Sistemas para Internet (Desenvolvimento Mobile) da FMU

A FMU possui um curso de Desenvolvimento Mobile. Ele é chamado Sistemas para Internet (Desenvolvimento Mobile).

É um curso tecnológico, que pode ser cursado na modalidade presencial, com duração de 5 semestres, ou à distância.

Como outros cursos de tecnologia, tem formação rápida e voltada para o mercado de trabalho. Durante a formação, o estudante conhecerá técnicas e conceitos de programação, design para web, sistemas operacionais, dispositivos mobile, além de banco de dados.

O curso engloba cinco eixos de formação: programação, design, projeto, infraestrutura e ferramentas mobile. Entre as habilidades adquiridas estão: desenvolver, testar e implantar páginas para sites de internet, intranet, e-commerces e aplicativos mobile.

Grade curricular FMU de Sistemas para Internet (Desenvolvimento Mobile)

  • Antropologia e Cultura Brasileira;
  • Banco de Dados;
  • Comércio Eletrônico;
  • Computação para Dispositivos Móveis;
  • Comunicação;
  • Desenvolvimento Humano e Social;
  • Desenvolvimento Web Cliente;
  • Design para Web;
  • Desenvolvimento Web Servidor;
  • Engenharia de Software;
  • Estatística Aplicada ao Data Science;
  • Fundamentos para Certificação Técnica;
  • Gestão de Conteúdo e Administração Web;
  • Gestão de Projetos;
  • Interface Humano Computador;
  • Java Web e Frameworks;
  • Laboratório de Software e Projetos;
  • Lógica de Programação;
  • Mídias Sociais e Marketing Digital;
  • Práticas de Banco de Dados;
  • Práticas de Engenharia de Software;
  • Processo de Negócios e Empreendedorismo;
  • Programação Orientada a Objetos;
  • Projetos em Educação à Distância;
  • Projetos Mobile;
  • Redes de Computadores;
  • Sistemas Operacionais;
  • Teoria de Sistemas de Informação.

Além disso, o estudante também tem atividades complementares e disciplinas optativas.

Mercado de Trabalho

O mercado de Sistemas para Internet (Desenvolvimento Mobile) é bastante amplo e promissor. O profissional dessa área poderá atuar em empresas de planejamento e desenvolvimento de projetos, em organizações de tecnologia ou agências de comunicação digital.

Também poderá trabalhar na indústria, no comércio virtual, na área de serviços, em organizações não-governamentais e órgãos públicos. Outras opções são institutos, centros de pesquisa e instituições de ensino. Além disso, quem se forma nessa área poderá atuar como empreendedor e abrir seu próprio negócio.

Uma profissão em crescimento

Através de uma pesquisa realizada pelo Portal G1 com empresas de recrutamento, para definir as profissões que estavam em alta no ano de 2019, a de desenvolvimento mobile estava entre elas. Isso por conta do aumento de startups e o desenvolvimento de novas versões dos aplicativos, já que empresas estão constantemente buscando inovações para suas marcas.

Quanto ganha um desenvolvedor mobile?

De acordo com o Guia Robert Half de 2020, o salário de desenvolvedor mobile pode ir de R$ 3.100 no caso dos juniores até R$ 15.750 no caso do sêniors. Esse valores também variam de acordo com o tipo de empresa, cargo e o tipo de tecnologia envolvida.

Existem diversas plataformas de desenvolvimento mobile. Pode-se desenvolver para o sistema Android ou para o iOS, que é o caso dos aparelhos da Apple. Existem também aqueles que desenvolvem com multiplataforma, atingindo usuários dos dois sistemas operacionais.

O desenvolvimento mobile definitivamente veio pra ficar. Para quem domina diversas tecnologias e tem habilidade para aprender programação, é uma área que está em crescimento, com chances grandes de um bom salário.

Se você tem esse perfil, não deixe de conhecer o curso da FMU e também continue acompanhando o nosso blog pra mais informações como essa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui