Começa o último ano do Ensino Médio e os estudantes já estão de olho lá no final. Isso porque é a época quando acontecem as provas que vão definir todo o futuro acadêmico. Pensando nisso, nesse post vamos falar em detalhes sobre o Enem 2020. Isso porque o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das principais portas de entrada de estudantes nas universidades brasileira.

No entanto, 2020 está sendo um ano bem diferente de tudo o que já vivemos, principalmente por conta da pandemia da doença COVID-19. Muito do que considerávamos normal, não faz mais parte do nosso cotidiano. E isso, com certeza, já está afetando a forma como você estuda ou se prepara para provas, vestibulares e o Enem. Estudar em casa, por exemplo, tem sido a opção de muita gente.

Sendo assim, também vamos falar de como você pode se preparar para o Enem 2020 nessa situação atual que nos encontramos. Com a nota do Enem, você consegue ingressar nos cursos de graduação de qualidade oferecidos pela FMU, por exemplo. Mas, primeiro, o que é o Enem? Fique sabendo de todos os detalhes nesse post. Confira!

CLIQUE AQUI E SAIBA COMO OBTER UMA BOLSA ESTUDOS NA FMU

Leia também: Procrastinação nos estudos: como você pode evitar

O que é o Enem

Enem é a sigla para Exame Nacional do Ensino Médio. É uma prova realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep, que é vinculado ao Ministério da Educação do Brasil (MEC). 

Ele foi feito para avaliar a qualidade do ensino médio brasileiro. Seu resultado serve para acesso ao ensino superior em universidades públicas brasileiras, através do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), assim como em algumas universidades privadas brasileiras ou no exterior.

Inclusive, a nota do Enem também pode ser usada para entrar na FMU. Nós já citamos as formas de usar a nota do Enem aqui no blog. Confira.

NA FMU VOCÊ PODE OBTER BOLSA DE ATÉ 100% COM A NOTA DO ENEM

Como funciona o Enem

O Enem terá, como sempre, 4 provas objetivas de 45 questões cada. Além de uma redação, de, no máximo, 30 linhas. As 4 provas são:

  • Linguagens, códigos e suas tecnologias;
  • Ciências humanas e suas tecnologias;
  • Ciências da natureza e suas tecnologias;
  • Matemática e suas tecnologias.

O que vai mudar no Enem 2020

Esse ano terá a primeira edição da prova do Enem de forma digital. Ela será feita através do computador para 100 mil alunos que optarem. Os participantes cegos ou surdocegos poderão usar leitor de tela, desde que solicitem durante a inscrição. Lactantes que forem fazer a prova física, que também fizerem essa solicitação durante a inscrição, terão mais 60 minutos para realizarem a prova se levarem o lactente.

Os participantes que forem autistas e surdocegos terão banca especial para correção de suas provas e as redações poderão ser escritas e corrigidas em Braile.

Por conta da pandemia do coronavírus, os participantes com doenças infectocontagiosas deverão entrar em contato com o Inep para comprovar a condição. Eles não poderão comparecer ao local de provas, mas terão a oportunidade de participar da reaplicação.

Os atendimentos específicos agora fazem parte dos atendimentos especializados. Estes são:

  • Autismo;
  • Baixa visão;
  • Cegueira;
  • Deficiência auditiva;
  • Deficiência física;
  • Déficit de atenção;
  • Deficiência intelectual (mental);
  • Discalculia;
  • Dislexia;
  • Estudante em classe hospitalar;
  • Gestante;
  • Idoso;
  • Lactante;
  • Surdez;
  • Surdocegueira;
  • Visão monocular;
  • Outra condição específica.

Calendário Enem 2020

Os editais do Enem 2020 foram divulgados em março desse ano. Em abril começaram as justificativas de ausência do Enem 2019 e a solicitação de isenção. Em maio terminam os recursos tanto da justificativa de ausência quanto da solicitação de isenção e seus respectivos resultados.

Dia 11 de maio começam as inscrições, que vão até dia 22 de maio. Começa também o período para pagamento da taxa de inscrição, que vai até dia 28 de maio. Além disso, também começa a solicitação de atendimento especializado do Enem impresso, e seu resultado é dia 29 de maio.

Dia 22 de maio termina o período para alteração de dados cadastrais, município de provas e opção de língua estrangeira. Em outubro, ainda sem data definida, será a divulgação do Cartão de Confirmação da Inscrição, com os locais de prova.

Também há previsão de prova impressa

Dia 1º de novembro, será a aplicação do Enem impresso, com as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias; redação; ciências humanas e suas tecnologias. No dia 8 serão as provas de ciências da natureza e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias. Os gabaritos saem no dia 11.

Dia 22 de novembro, será a aplicação do Enem Digital, com as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias; redação; ciências humanas e suas tecnologias. Já no dia 29 serão as provas de ciências da natureza e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias. Os gabaritos saem dia 2 de dezembro.

Os resultados individuais saem em janeiro de 2021, a princípio, sem data definida.

Como se preparar para o Enem 2020

Em primeiro lugar, temos que levar em consideração a situação atual do Brasil. Não estão autorizadas as aulas de maneira presencial e não se sabe quando isso vai acontecer. Sendo assim, você vai precisar ter muita disciplina e organização para poder estudar em casa para essa prova tão importante.

Nós já demos a dica aqui no blog sobre cursos online gratuitos para estudar para o Enem. Aproveite essas opções que estão disponíveis na internet.

Mas não basta só ter um bom curso para estudar para a prova. É preciso uma série de atitudes que devem durar o ano todo para que você se dê bem no Enem 2020.

Mas, em primeiro lugar, leia o edital da prova que você escolheu, para que você saiba de todas as regras e de que maneira cada uma delas vai funcionar. A fim de que você não chegue na hora da prova e leve algum susto.

Seguem algumas dicas que separamos para que você possa se preparar para essa maratona de provas que é o Enem 2020.

Estabeleça uma rotina de estudos

Nós já falamos inúmeras vezes aqui no blog sobre organização. Já falamos sobre gestão do tempo e como se organizar para estudar em casa, por exemplo.

É importante que você tenha um calendário com todos os seus compromissos, horários de estudo, de lazer, de descanso, enfim, de todas as suas atividades. Só assim você vai conseguir manter uma rotina organizada de estudos.

Mesmo que ainda faltem muitos meses para o Enem 2020, são muitas matérias que você precisa estudar, de muitos temas diferentes. Determinar quais você vai estudar cada dia, por quanto tempo e com intervalos definidos vai fazer seu estudo ficar mais tranquilo.

Escolha um lugar tranquilo

Não adianta querer estudar no meio da sala, com a TV ligada. Claro que tem gente que consegue se concentrar dessa maneira, porém não são todas as pessoas que tem essa habilidade.

Procure um local silencioso, confortável, que, de preferência, você não seja interrompido a todo momento. Certifique-se que há uma boa iluminação, boa conexão com a internet e se você é capaz de ficar por algum tempo naquela posição. Cuide da sua saúde para não sentir dores depois. E isso nos leva a outra dica:

Pratique exercícios

Por conta da pandemia, as academias acabaram fechando e os esportes coletivos também não estão mais disponíveis. Sendo assim, você vai precisar se adequar às suas novas possibilidades.

Você pode caminhar no seu condomínio ou no seu bairro, desde que esteja autorizado pela sua cidade ou estado e mantenha uma distância mínima entre as outras pessoas. Você pode fazer uma das inúmeras aulas de ginástica disponíveis nas plataformas das redes sociais. Muitas academias estão disponibilizando esse suporte gratuitamente.

Às vezes, só parar um pouco para se alongar ou praticar ioga, ou mesmo, respirar e meditar já pode ser uma boa pausa para que você se sinta melhor consigo mesmo e com seu corpo.

Faça simulados e pratique a redação

Essas são duas dicas bem práticas para quem quer se dar bem no Enem 2020. Estão disponíveis em inúmeras plataformas as provas dos Enem anteriores. É legal que você as faça para poder pegar o jeito de como elas funcionam. Saber que tipos de perguntas são feitas, qual o nível de dificuldade e onde você mais erra ou acerta.

A mesma coisa com a redação. Também existe a possibilidade de você corrigir online as suas redações. Procure pela de sua preferência e treine bastante. Ler muito também é fundamental. Não só as indicações das provas dos vestibulares, quanto literatura em geral. Ler faz você escrever e pensar melhor.

Gostou das dicas? Fique atento a todas as possíveis mudanças e continue acompanhando o nosso blog que sempre estaremos aqui pra te ajudar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui