A tecnologia tem mudado totalmente a forma que vivemos e consumimos. Hoje não precisamos sair de casa para praticamente nada já que temos tudo, literalmente, na palma da nossa mão. Por conta disso, novos modelos de negócio tem surgido e com isso, a necessidade da Gestão de Inovação. Com essa tendência, apareceram também cursos de graduação específicos na área, como o oferecido pela FMU.

Em resumo, hoje, ter um negócio digital tornou-se um caminho sem volta, além de ser um negócio lucrativo. De acordo com dados da empresa Ebit|Nielsen, em 2019, o faturamento do e-commerce brasileiro foi de R$ 61,9 bilhões no último ano. Isso tudo aponta para que o cenário das vendas online sejam uma boa forma de empreender, em qualquer plataforma.

Além disso, o alcance que um negócio digital tem é muito maior em relação a lojas físicas. Isso pode também fazer com que as vendas aumentem.

Você acha esse assunto interessante? Tem interesse em aprender sobre negócios digitais e Gestão da Inovação? Como falamos no início, a FMU oferece o curso de Gestão da Inovação, perfeito para quem pensa em empreender.

Confira!

NA FMU VOCÊ PODE OBTER BOLSA DE ATÉ 100% COM A NOTA DO ENEM

Leia também: 10 profissões para quem gosta de viajar pelo mundo

O que é Gestão da Inovação?

Gestão da inovação, também conhecida como Innovation Management, em inglês, é a área que acompanha todas as etapas do ciclo de inovação nas organizações. Primeiramente, isso quer dizer todas as atividades de inovação que vão desde a ideia de um produto ou serviço até que esse seja oferecido no mercado. Essa gestão de inovação também é válida para novos processos dentro da própria empresa.

Ela serve principalmente para criar um ambiente que favoreça o surgimento de novas ideias. Para isso, utiliza a capacidade criativa de seus colaboradores, fazendo com que a empresa possa crescer e ganhar espaço no mercado, considerando que este está cada vez mais competitivo e necessitado de inovação.

Leia também: Desenvolvimento mobile é a bola da vez no mercado de trabalho

O que é o empreendedorismo digital?

Empreendedorismo digital é a atividade que cria um negócio com o intuito de que funcione de forma digital. Sendo que a maior parte dos processos referentes à esse negócio também seja feita na internet. Assim, também, a tecnologia e a gestão de informação fazem parte do empreendimento digital.

Alguns exemplos de negócios digitais: e-commerce, portais de cursos, serviços gerais oferecidos de maneira online, blogs com conteúdos entre outros.

Como está o mercado de negócios digitais no Brasil

O Brasil está em 35º na categoria “Facilidade para Fazer Negócios Digitais” no levantamento feito pela Harvard Business Review (HBR), que analisou 42 países no mundo.

Não é a melhor posição que o país poderia estar, mas tem potencial para melhorar. Isso porque os consumidores estão ficando cada vez mais digitais. Além disso, segundo o mesmo ranking da HBR, o Brasil já tem demonstrado que tem melhorado itens como acessibilidade de dados, mídia digital e economia compartilhada.

Essa posição também tem a ver com o nível de desenvolvimento que nosso país está e o fato de que os negócios digitais ainda são relativamente novos, além de regulamentações e normas para serviços digitais que são diferentes por aqui.

Quer abrir o próprio negócio na internet?

Agora você já sabe que empreender digitalmente é um bom negócio. Além disso, os consumidores tem cada vez diminuído o preconceito com transações online e muitos até já preferem esse tipo de negócio no lugar dos antigos.

Também há uma crescente facilidade de entrada no mundo virtual, isso por conta do aumento ao acesso de dispositivos como smartphones e tablets. Além disso, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2018, apontam que o percentual de brasileiros com acesso à internet aumentou no país de 2017 para 2018, passando de 69,8% para 74,7%.

Saiba também que, dependendo do negócio online, não é necessária infraestrutura. Muitas vezes pode-se conciliar com a sua profissão, podendo atuar apenas como uma renda extra, além de poder trabalhar de qualquer lugar do mundo, com flexibilidade de horários.

Outra vantagem do negócio digital é que no ambiente virtual é muito mais simples realizar negociações. Isso acontece porque não há necessidade de encontros presenciais, além disso, as transações são feitas na hora e a maioria dos empreendimentos não possuem empecilhos como horário de funcionamento ou da necessidade de ter vendedores online na hora da venda.

Na internet é tudo muito mais rápido e simples. Essa facilidade e flexibilidade são benéficas para todo mundo, principalmente no mundo corrido que levamos hoje.

Leia também: Quanto vale um profissional especialista no mercado?

Dicas para novos empreendedores digitais

Se você tem interesse em abrir um negócio na internet, vamos te passar algumas dicas agora:

  • Faça uma lista dos seus interesses, habilidades e talentos. Com certeza será muito mais fácil e produtivo se você empreender em uma área conhecida e, principalmente, que você goste ou tenha facilidade. Você pode fazer uma lista de hobbies ou de atividades que você se destaca para escolher o nicho de trabalho;
  • Avalie se existe procura para seu futuro negócio. Uma dica é escolher uma palavra-chave, colocá-la no Google e verificar quantos anúncios apareceram. Quanto mais anúncios, mais concorrido e mais mercado para ele;
  • Verifique as tendências. É importante estar sempre atento a tudo o que acontece no mundo virtual. Nas redes sociais principalmente. Para poder empreender online você tem que saber que não adianta investir nas modas passageiras. É importante ter a percepção se aquele assunto vai ser tendência por muito tempo ou será esquecido na próxima semana;
  • Conheça as autoridades. Você sabe o que são autoridades? São aquelas pessoas que já são conhecidas pelo que fazem, quando você pensa em algum assunto, é delas que você lembra. Por conta disso, é fundamental conhecer as autoridades do nicho que você escolheu;
  • Faça um plano de negócios. É necessário analisar todos os seus pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças. Você precisa definir seus objetivos e agir de forma calculada;
  • Foque. Como dizem: quem vende pra todo mundo, não vende pra ninguém. Entenda que você não condições de anunciar seu produtos para todos os nichos possíveis. Por conta disso, foque em um mercado e siga em frente;
  • Avalie qual será a forma de monetizar seu negócio. Qual será a maneira de cobrar pelo seu produto ou serviço. Terá uma assinatura mensal ou será pago no ato? Definir esses pontos é fundamental.

Curso de Gestão da Inovação da FMU

É um curso de tecnologia da FMU, totalmente à distância, com duração de 4 semestres. O curso é voltado tanto para quem já tem o seu próprio negócio e gostaria de aprimorá-lo, quanto para quem tem o sonho de empreender no mundo digital, mas não sabe por onde começar.

Esse curso da FMU tem como objetivo ajudar a entender as melhores estratégias de marketing para atrair clientes finais e compradores, gerando valor para o negócio. O estudante também aprenderá a prototipar soluções de forma simplificada para cenários digitais e a analisar a produção de dados da web com o objetivo de otimizar o uso do portal digital.

Além disso, o curso habilitará a entender os modelos de negócios contemporâneos e colaborativos.

Grade curricular do curso de Gestão da Inovação

  • Direito Aplicado a Negócios;
  • Fundamentos da Administração;
  • Fundamentos de Economia;
  • Comunicação;
  • Responsabilidade Social Corporativa;
  • Fundamentos de Marketing;
  • Criatividade, Gestão do Conhecimento e Inovação;
  • Estatística Descritiva;
  • Empreendedorismo;
  • Diagnóstico Organizacional;
  • Projeto Aplicado a Negócios I, II e III;
  • Economia Criativa;
  • Modelos de Negócios Inovadores;
  • e-Branding;
  • Gamification;
  • Desafios Contemporâneos;
  • Planejamento Estratégico;
  • Estratégia de Market Place;
  • MVP e Validação com Usuários;
  • Tendencias do Mercado Digital;
  • Web Analytcs;
  • Optativa;
  • Gestão de Projetos;
  • Atividades Complementares.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para quem quer empreender tem se tornado cada vez mais amplo, principalmente no mundo digital que tem carreiras tão promissoras para o futuro. Segundo pesquisa realizada pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor), o Brasil chegou a 38% na TTE (Taxa de Empreendedorismo Total).

Ou seja, já são 52 milhões de brasileiros com seu negócio próprio e esse número só tende a aumentar. Os salários para quem faz o curso de Gestão da Inovação podem variar entre R$ 12.000 no início da carreira e R$ 36.000 para um profissional da área com mais bagagem.

Ficou interessado na área de Gestão da Inovação? Matricule-se agora no curso da FMU e continue acompanhando o nosso blog para mais dicas como essa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui