Para que uma empresa consiga se manter no mercado, é fundamental que ela tenha pelo menos uma pessoa responsável pela gestão da qualidade. Alguém que cuide da qualidade dos processos, dos serviços e dos produtos para que eles não saiam do padrão esperado. Em outras palavras, a gestão da qualidade é fundamental para sustentar uma vantagem competitiva no mercado. Você sabia que há um curso oferecido pela FMU nessa área?

Em suma, se a empresa quer se manter competitiva, deve investir nesse profissional. Afinal, quanta coisa pode dar errada se não houver um controle de qualidade em uma empresa? Qualquer falha nesse sentido pode comprometer a reputação da empresa. Ou ainda, prejudicar as operações. O prejuízo pode ser grande, a ponto do marketing não conseguir resolver.

A gestão da qualidade serve para aperfeiçoar processos. Se você quer saber um pouco mais sobre esse assunto, continue acompanhando esse post. Aqui nós vamos detalhar também como é o curso de Gestão da Qualidade oferecido pela FMU.

Mas primeiro, o que é gestão da qualidade?

CLIQUE AQUI E SAIBA COMO OBTER UMA BOLSA ESTUDOS NA FMU

Leia também: Escola de negócios: 19 cursos para quem quer empreender

O que é Gestão da Qualidade

Como já dissemos lá no início, a gestão da qualidade é a área que cuida da qualidade da produção e dos serviços dentro de uma empresa, principalmente na indústria.

Surgiu na Segunda Guerra Mundial, com o objetivo de corrigir os erros dos produtos que eram destinados aos combates. Ainda, antes da guerra, não havia gestão da qualidade, e sim o chamado controle de processos, com o fim de garantir a qualidade nas indústrias.

Nesse sentido, a gestão da qualidade tem uma série de normas a ser atendidas. Para isso, é necessário que haja um profissional qualificado para executar esse trabalho. Ele precisa saber planejar soluções, treinar equipes, avaliar resultados, e, em conclusão, corrigir erros de percurso.    

Os pilares da Gestão da Qualidade

São 8 os pilares da gestão da qualidade. Todos devem ser seguidos por empresas que desejam principalmente ter organização e eficiência no mercado.

  1. Foco no cliente: É um dos objetivos principais da gestão da qualidade, bem como da própria empresa para que ela continue ativa. Para isso, deve-se sempre melhorar os processos e o padrão de qualidade;
  2. Liderança proativa: Os gestores devem ser líderes que, como resultado, sabem transmitir os valores e a cultura da empresa;
  3. Melhoria contínua: A gestão da qualidade é por si só uma melhoria contínua. Dessa forma, estão a disposição as melhores ferramentas, que veremos a seguir;
  4. Decisão baseada em fatos: As decisões devem vir de dados provenientes de indicadores, isso para que as análises sejam confiáveis;
  5. Boa relação com os fornecedores: É um trabalho em conjunto que fortalece as parcerias com o intuito de garantir a aquisição de insumos de qualidade;
  6. Visão sistêmica: É necessário que o gestor tenha, acima de tudo, uma visão do todo e analise o cenário de maneira ampla;
  7. Gerenciamento por processos: Contribui na implementação de melhorias na empresa, além de monitorar e controlar os indicadores que mais influenciam;
  8. Conscientização de todos os colaboradores: O gestor deve envolver todos os outros profissionais para que eles se mantenham engajados no cumprimento das metas estabelecidas.

Ferramentas de Gestão da Qualidade

Existem alguns métodos de gestão da qualidade que podem ser aplicados dentro das empresas. Alguns deles são:

  • 5S: É um método que o nome consiste em 5 palavras em Japonês com a letra S, que foram traduzidas da seguinte forma: Seiri (classificação), Seiton (ordem), Seiso (limpeza), Seiketsu (higiene) e Shitsuke (disciplina). Tem como objetivo a padronização e organização;
  • Ciclo PDCA: Do inglês, Plan-Do-Check-Act, que significa, Planejar, Fazer, Verificar e Agir. Essa ferramenta tem como meta a melhoria contínua do desempenho;
  • Kaizen: Tem como foco a melhoria contínua e redução de desperdícios e de custos;
  • SWOT: Consiste também em palavras vindas do inglês, Strenghts (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). Serve para aprimorar os diferenciais competitivos da empresa;
  • Diagrama de Pareto:É um gráfico utilizado para definir a principal causa dos problemas, além de apresentar a frequência que eles ocorrem durante o processo. Dessa maneira, possibilita a contenção de rápida e eficaz;
  • Método 5W2H: Mais uma sigla em inglês: Os 5 W – What? (O que fazer?), Why? (Por que fazer?), Where? (Onde deve ser feito?), When? (Quando deve ser feito?) e Who? (Quem vai fazer?). Os 2 H – How? (Como vai ser feito?) e How much? (Quanto vai custar?). É usada antes do início de cada projeto.

Leia também: Profissões homeoffice: confira 10 opções para você escolher

Como funciona o departamento de Gestão da Qualidade

Para poder atuar nas empresas, o profissional que trabalha na gestão da qualidade deve ter algumas tarefas, tais como:

  • Mapear os processos: primeiramente, o profissional deve saber todos os processos da empresa, como eles interagem entre si e quais são as possíveis falhas que podem acontecer;
  • Usar as metodologias: algumas das ferramentas citadas acima são usadas nessa fase, e ainda existem muitas outras. Em suma, saber qual é a mais adequada para o seu tipo de empresa e processo, é fundamental para fazer uma boa gestão;
  • Não realizar mudanças bruscas: é preferível que, se as mudanças forem necessárias, que sejam feitas de forma controlada para que possam ser bem aceitas, tenham mais segurança e tenham menos impacto;
  • Acompanhar os resultados: analisar cada uma das mudanças que foi feita com muito cuidado. Interessante usar a ferramenta PDCA nessa fase pois ela analisa o ciclo de melhoria contínua.

Curso de Gestão da Qualidade da FMU

O curso de Gestão da Qualidade da FMU é um curso que pode ser feito tanto presencialmente quanto à distância. É um curso de tecnologia que tem duração de 4 semestres.

Durante o curso, o aluno conhecerá principalmente as técnicas e conceitos de gestão de negócios, gestão de processos, sistemas organizacionais, padrões e normas de certificações, além de cultura organizacional.

O aluno se tornará apto a trabalhar com avaliação de processos e procedimentos, análise de práticas e rotinas das empresas. Além de adequação dos processos aos padrões e normas das certificações e gerenciamento do processo de certificação.

Depois de formado, o profissional de gestão da qualidade poderá atuar no apoio à gestão estratégica e criação de programas de qualidade voltados para meio ambiente, saúde ocupacional e responsabilidade socioambiental. Ele dominará todas as áreas e processos da gestão da qualidade, desde os princípios de gerenciamento, passando pelos processos de adequação, até os sistemas de manutenção do certificado.

Objetivo do curso

O objetivo do curso da FMU é formar profissionais éticos e competentes, que atendam às demandas de um mercado em constante crescimento. Além disso, o foco é formar líderes que poderão atuar como educadores e motivadores dos funcionários. Isso tudo com o foco de manter e respeitar os valores organizacionais.

Este curso da FMU é dividido em módulos. A cada semestre, o aluno recebe uma certificação parcial e se tornará apto para trabalhar em uma determinada área da profissão. Esses módulos são: Bases, Fundamentos e Técnicas de Gestão e Negócios; Gestão de Processos e Qualidade; Certificações e por último, Sistemas Integrados de Gestão da Qualidade.

NA FMU VOCÊ PODE OBTER BOLSA DE ATÉ 100% COM A NOTA DO ENEM

Grade Curricular

  • Auditoria da Qualidade;
  • Projeto Integrador: Gestão de Projetos;
  • Projeto Integrador: Planejamento Estratégico;
  • Qualidade e Certificações;
  • Projeto Integrador: Temas Transversais;
  • Qualidade de Vida, Segurança e Saúde no Trabalho;
  • Sistemas de Gestão da Qualidade;
  • Sistemas de Informações Gerenciais;
  • Direito Empresarial;
  • Fundamentos da Administração;
  • Fundamentos de Economia;
  • Comunicação;
  • Estatística para Gestores;
  • Liderança, Cultura e Comportamento Organizacional;
  • Empreendedorismo;
  • Projeto Integrador: Diagnóstico Organizacional;
  • Métodos de Preços, Custos e Custeio;
  • Normatização da Qualidade;
  • Operações e Logística;
  • Desafios Contemporâneos;
  • Criatividade, Gestão do Conhecimento e Inovação;
  • Gestão da Qualidade e de Processos;
  • Responsabilidade Social Corporativa;
  • Optativa;
  • Atividades Complementares.

Mercado de trabalho

O campo de atuação dos profissionais com formação em Gestão da Qualidade é bastante amplo e oferece muitas oportunidades, pois o mercado está cada vez mais exigente. Este poderá atuar em indústrias, organizações privadas de diversos portes e empresas de auditoria.

Além disso, há a possibilidade de atuar como consultor autônomo, implementando as mudanças necessárias para que o contratante obtenha uma determinada certificação.

Algumas das funções que o gestor de qualidade pode exercer:

  • Certificação de qualidade: auxiliar a empresa na obtenção de certificados e selos de qualidade pelas entidades reguladoras;
  • Auditoria: pode atuar com auditor interno e externo;
  • Modelagem de processos: o gestor de qualidade identifica os processos dentro da empresas para depois mapear e adequar os procedimentos aos padrões de qualidade.

E você? Se interessou pela profissão da gestão da qualidade? Se quiser mais dicas como essa, continue acompanhando o nosso blog.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui