Se o seu sonho é fazer faculdade ou outro curso fora do país, fique atento! Neste post, vamos falar dos melhores países para intercâmbio! Principalmente, se você procura por uma oportunidade que não pese muito no orçamento. Em outras palavras, um país que seja viável financeiramente para você, como Malta ou África do Sul. São muitas as vantagens de um intercâmbio fora do Brasil. No entanto, se não for bem planejado, a experiência pode ser frustrante.

Um dos caminhos mais comuns para conhecer os melhores países para intercâmbio e também verificar de perto as possibilidades é na sua própria faculdade. Geralmente, as instituições de ensino mantém setores ou funcionários capacitados para orientar sobre intercâmbio, como a FMU. Há oportunidades em diversos cursos de graduação, desde Fisioterapia até Design Gráfico, e até cursos mais curtos de idiomas ou técnicos.

Agora, vamos dar umas dicas dos melhores lugares para você estudar fora do país, porém com custos mais baixos. Confira agora!

Leia também: Cursos para quem é criativo: confira as melhores opções

5 melhores países para intercâmbio a baixo custo

1. Malta

Malta é um arquipélago situado na região central do Mediterrâneo, entre a Sicília e a costa do Norte da África.

A capital, Valletta, foi declarada Patrimônio Mundial da UNESCO pois foi construída em 1566 entre muralhas, numa península cercada por duas enseadas naturais. Além disso, em 2018 foi eleita pela União Europeia como capital da cultura.

Malta é conhecida pelo clima agradável, boa vida noturna, população amigável e cursos de inglês de valor acessível, sendo assim, é considerado um dos melhores países para intercâmbio a baixo custo. Recentemente foi permitido que estudantes fora da União Europeia possam trabalhar e estudar em Malta.

De acordo com o site Language International, um curso de inglês em Malta custa à partir de R$ 1.491. O curso consiste em 10 aulas em grupo à tarde. Neste valor estão as taxas de curso, mais o valor da habitação.

Já os valores das passagens, considerando saída de São Paulo, estão cerca de R$ 2.800 ida e volta por pessoa. Claro que se você se programar pode pegar uma promoção.

2. Irlanda

Se você já gosta de um clima um pouco mais frio e úmido, a Irlanda pode ser uma opção. É relativamente fácil conseguir um visto para trabalho e estudo no país. Isso faz com que ele seja um dos melhores países para intercâmbio barato, já que você pode trabalhar para pagar o curso.

Para conseguir o visto, você precisa de uma comprovação de € 3.000 (três mil euros), que pode ser feita de várias maneiras: através de um extrato de cartão de viagem, extrato de uma conta no Brasil ou dinheiro em espécie. Comprovando esse valor, juntando a documentação necessária, pagando uma taxa de € 300 e fazendo uma entrevista, você tira o visto de estudante.

Pra quem não sabe muito sobre a Irlanda, ela é a terceira maior ilha da Europa e recebe anualmente cerca de 6 milhões de turistas. De todas as cidades britânicas, as da Irlanda são as melhores para realizar intercâmbio também pelo custo de vida. No ranking de 2019, Dublin, a capital, ficou em 43a como cidade mais cara do mundo, sendo que Londres é a 23ª e Nova York, por exemplo, a 9ª.

O país tem uma população acolhedora e muitas paisagens naturais e históricas. Além disso, existem muitas cidades universitárias cheias de atividades culturais e sociais. Tudo isso também são motivos para ser um dos melhores países para intercâmbio.

Podem ser encontradas passagens em valor médio de R$ 2.397 saindo de São Paulo. Já o curso mais em conta na Language International custa R$ 1.653, com habitação. Esse curso tem duração total de 4 horas nas noites de segunda e quarta. Um curso de 15 horas já fica um pouco mais caro, R$ 2.141.

3. Canadá

O Canadá é um país onde se preza muito pela educação. Segundo pesquisa da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o país tem 55% da sua população de adultos com ensino superior. No Brasil, a mesma pesquisa indica apenas 14%.

No Canadá você pode estudar tanto inglês, quanto francês, dependendo da região do país. A cidade de Quebec, por exemplo, teve colonização francesa e mantém a língua como oficial. Já em Toronto, que é uma cidade mais cosmopolita e multicultural, fala-se inglês. Agora, se você escolher Montreal, vai ter a oportunidade de estudar as duas línguas. Essa variação linguística e cultural faz com que o Canadá também seja um dos melhores países para intercâmbio.

Essa última cidade já foi apontada diversas vezes como uma das melhores do mundo para estudantes. Isso por conta da segurança, da multiculturalidade e, principalmente, por suas boas instituições de ensino.

Lá você só poderá se dedicar aos estudos, pois, ao contrário dos países anteriores, o Canadá não emite visto de trabalho para intercambistas. Porém, muitas escolas oferecem atividades extras aos estudantes.

Outras opções de estudo em um dos melhores países para intercâmbio

O Canadá também oferece opção de cursos chamados College, que são cursos mais técnicos voltados para o mercado de trabalho. Eles tem duração de um a três anos. Ou então os programas Co-Op, que são cursos de ensino superior, técnico ou tecnólogo que podem durar até dois anos. Nele você pode trabalhar por um período. Tanto o College quanto o Co-Op exigem nível de inglês avançado para ingressar.

Um valor médio de curso em Toronto na Language International, de escuta, fala, pronúncia, leitura, escrita, vocabulário, gramática, e atividades, é de R$ 2.844 com alojamento. Esse curso ainda é uma oportunidade para que os que não são mais tão jovens, já que é voltado para estudantes com mais de 30 anos.

Já as passagens partindo de São Paulo, custam em média R$ 2.693 ida e volta.

4. África do Sul

O custo de vida relativamente acessível para brasileiros faz com que a África do Sul seja um dos melhores países para intercâmbio. Um dos destinos mais procurados é a Cidade do Cabo. Lá se fala inglês e, além da rica biodiversidade do país, com praias, florestas e montanhas, é possível você também se engajar em atividades sociais e voluntariado.

Também é possível praticar esportes radicais, visitar parques naturais e entrar em contato com culturas dos povos nativos. O país não exige visto se você vai estudar pelo período de 3 meses, o que também facilita para os estudantes.

A moeda local, o rand, é bastante desvalorizada em relação ao real. Ela equivale a cerca de 20% do valor da moeda brasileira. Este fator faz com que a África do Sul seja um destino mais barato para quem pretende viajar para estudar inglês. Isso se comparado a outros, como Canadá, Estados Unidos, Inglaterra e Austrália.

Assim como no Canadá, a África do Sul também tem opções de se fazer intercâmbios universitários. As 5 melhores universidades da África estão no país. E todas são públicas. São elas: Universidade da Cidade do Cabo, University of the Witwatersrand, Stellenbosch University e University of Johannesburg.

Um curso de inglês de 4 semanas na Cidade do Cabo custa em média R$ 3.096,24 com acomodação na CI Intercâmbio, por exemplo. As passagens para Cidade do Cabo partindo de São Paulo custam em média R$ 2.401 ida e volta.

5. Estados Unidos

Por mais que, de um modo geral, os Estados Unidos sejam um país caro para viajar e estudar, muitas cidades tem valores mais acessíveis, tornando os EUA também um dos melhores países para intercâmbio.

A cidade de Auburn, que fica no estado do Alabama, por exemplo, é uma das cidades quem mais crescem no país, além de ter muita qualidade de vida, limpeza e organização. Ela é considerada um bom destino para estudar, já que tem um custo de vida reduzido.

Athens, na Georgia também é uma opção. Além de ter verões bem quentes e praias próximas na Carolina do Sul.

Agora, se você é ou pretende ser estudante da FMU, saiba que com a parceria com a Laureate, você pode estudar na Walden University, que fica em Minneapolis, no estado de Minnesota. É possível fazer cursos de bacharelado, mestrado ou doutorado on-line.

Passagens de São Paulo para Minneapolis, por exemplo, estão em média R$ 2.465. Agora, se você quer ir pra cidade da Disney, Orlando, as passagens são até mais baratas, cerca de R$ 1.642.

E falando em Orlando, lá também tem cursos baratos. Na Language International você encontra um curso semi-intensivo de 15 horas por semana por R$ 2.526 com alojamento incluso.

Agora, é só escolher um dos melhores países para intercâmbio e fazer as malas!

Se quiser mais dicas como essa, continue acompanhando o nosso blog.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui