“Não passei no Enem”. No primeiro momento, você pode ficar bastante frustado com essa notícia. Afinal, estudou e se dedicou o ano inteiro para ir bem na prova e conseguir o ingresso no tão sonhado curso de graduação. No entanto, se você ainda está sofrendo com essa notícia, mantenha a calma! O ano está só começando. Por essa razão, separamos 5 dicas para você seguir em frente e não desistir do seu objetivo.

Portanto, se “não passei no Enem” é o que mais está te doendo agora, saiba que ainda tem muito chão pela frente. Não se pode desanimar! Fique de olho nas nossas dicas.

Leia também: Dicas: cursos para quem gosta de esportes

Não passei no Enem, e agora?

O primeiro passo é entender que o Enem é apenas uma etapa da sua vida. E ainda por cima uma etapa que pode ser repetida muitas vezes! Não existe um limite de números de provas que você pode tentar. Saiba que tem gente que já fez várias. Leve em consideração que esta prova foi um aprendizado, um treino.

Para quem não sabe, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma prova realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Foi criada para avaliar a qualidade do ensino médio no Brasil. Hoje, o Enem é utilizado para dar acesso ao ensino superior de muitas instituições públicas e privadas do Brasil.

Não passar no Enem, na verdade, significa que você não fez uma pontuação suficiente para ter acesso à universidade pública através do Sisu. Ou ainda, não teve uma nota superior a 450 para tentar outras alternativas como Fies ou ProUni.

Mas vamos então às dicas para você que está sofrendo com a síndrome “eu não passei no Enem”:

Em primeiro lugar, tente uma autoavaliação

O que aconteceu para chegar nesse ponto chamado: “eu não passei no Enem”? Você acha que dedicou todas as horas necessárias para realizar uma boa prova? Você teve um bom planejamento e se manteve firme a ele? O estudo foi uma prioridade na sua vida?

Se sim, talvez seja a hora de rever suas estratégias. Alguma coisa saiu dos eixos. Talvez o planejamento não tenha sido o mais adequado. Talvez as horas de estudo não foram intercaladas com horas de descanso, mantendo um equilíbrio. Ou talvez seu estado emocional ou físico não eram os mais adequados. Agora é hora de perceber tudo que deu errado e planejar melhor para o próximo ano.

Agora se nada disso aconteceu, os planos são os mesmos: se planejar para o próximo ano. Fazer uma boa programação de estudos e colocá-lo como prioridade.

Saiba que tudo na vida é aprendizado

Todas as nossas experiências de vida acabam sempre virando um aprendizado. Sejam as experiências boas ou ruins.

Ter feito o Enem já é um aprendizado. Você adquiriu experiência, conheceu o exame e já sabe como ele funciona. No próximo não vai mais ser uma surpresa, o que pode fazer com que você se sinta mais seguro e confiante.

Ainda assim, você pode avaliar todo o tempo de preparação para o exame como outro aprendizado. Agora você tem mais noção do que funciona e do que não funciona para você. No próximo ano você pode traçar uma estratégia que tenha mais a ver com seus objetivos.

Aproveite para ter novas experiências

“Não passei no Enem, então não vou para a universidade”. Isso não é verdade! Pode até ser que nesse exato momento você não vá, então pode pensar em outras possibilidades.

Arrumar um estágio ou emprego é uma opção. Adquirir experiência profissional sempre nos traz benefícios. Mesmo que seja apenas trabalhando em um café, por exemplo. Conhecer pessoas, aprender a lidar com clientes, ganhar seu próprio dinheiro podem fazer você até repensar suas opções de carreira.

Faça um curso intensivo de idioma. Pode ser aqui no Brasil ou até no exterior. Se você tem condições ou ajuda de seus pais, essa é uma boa alternativa para aproveitar seu tempo com algo que vai lhe trazer benefícios para o resto da vida. Profissionais e pessoais.

Leia também: Curso de fotografia em SP: conheça a graduação na FMU

Considere outras universidades

Pode ser que você não tenha mais chances na sua universidade dos sonhos, mas saiba que existem inúmeras instituições privadas espalhadas pelo Brasil que tem uma qualidade de cursos muito alta, tanto quanto nas universidades públicas.

Muitas universidades particulares tem como forma de ingresso a nota do Enem, mas muitas também tem outras opções de ingresso, como análise do currículo do Ensino Médio ou vestibulares exclusivos. Uma dessas instituições é a FMU. A FMU conta com várias opções de bolsas de estudos e outras inúmeras vantagens. Se quiser saber mais, clique aqui.

Outras opções são os financiamentos. Existem financiamentos feitos pelas próprias faculdades e financiamentos facilitados pelo governo, como o Fies (se você conseguiu a nota mínima para isso). Procure mais detalhes sobre eles nas páginas das universidades ou no próprio site do Fies.

SAIBA COMO OBTER BOLSA DE ESTUDOS NA FMU AQUI

Prepare-se para o próximo Enem

Se eu não passei no Enem esse ano, no ano que vem, eu passo! Esse tem que ser o seu mantra! Mas para isso será necessário um certo nível de comprometimento de organização. Separamos 5 dicas para continuar os estudos:

1. Monte um crononograma

O primeiro passo é montar um cronograma de estudos. Dias, horários, quantidade de tempo, matéria: todos esses itens devem ser definidos. Se você optar por fazer um cursinho preparatório, escolha para estudar no contra turno a mesma matéria que você teve naquele dia, assim o assunto acaba sendo reforçado na sua memória.

Existem muitos aplicativos disponíveis que podem te ajudar nessa empreitada. Muitos te ajudam na organização, outros em métodos para estudar e tem até app exclusivo para o Enem. É só escolher!

2. Saiba quais matérias você tem mais facilidade

Por mais que muita gente ache que temos que estudar mais as matérias que temos dificuldades, são aquelas que entendemos melhor que vão trazer mais chances de sucesso. Aperfeiçoar o conhecimento de matérias que já sabemos é uma tática muito utilizada.

Isso não quer dizer que você tenha que abandonar as matérias que você tem dificuldade. Essas devem ser estudadas sim. Isso deve ser feito com cautela, sem criar grandes expectativas para não gerar frustrações.

3. Faça simulados

Por mais que sua tentativa do exame tenha dado errado (sim, sabemos já: “eu não passei no Enem”), não basta somente esta experiência para adquirir todo o treino necessário.

Quanto mais provas simuladas do Enem você fizer, mais familiarizado com o exame você vai ficar. Na internet você encontra inúmeros sites e blogs que oferecem simulados gratuitos, além de provas antigas. Tem até vídeo no Youtube com resoluções comentadas de provas. É só colocar a mão na massa!

4. Concilie os estudos e a vida pessoal com equilíbrio

Não adianta agora você se desesperar e começar a estudar 15 horas por dia. Saiba que conciliar os estudos com a vida pessoal também é fundamental para o seu sucesso.

Durma bem. A falta de sono pode trazer problemas de concentração, de memória e de capacidade de aprendizado. O ideal é dormir de 7 a 9 horas por dia.

Pratique exercícios físicos. Além de ajudar no item anterior, já que você fica mais cansado e dorme melhor, praticar exercícios físicos também ajuda na concentração e te prepara para ter mais fôlego para dar conta do dia a dia de estudos. O ideal é ter uma rotina diária de exercícios.

Tenha momentos de lazer. Pode ser sair com os amigos, um hobbie ou ir ao cinema, toda distração é válida. Se você não alterna momentos de estudo com momentos de lazer vai chegar uma hora que você não vai mais dar conta da sua rotina. Ainda mais que o tempo de preparação para o Enem normalmente é longo. Reserve pelo menos parte dos seus fins de semana para manter alguma atividade que lhe traga prazer.

5. Faça revisões

Existe uma teoria que diz que tudo o que estudamos tende a se perder com o tempo. Essa teoria é chamada de Curva de Esquecimento. Ela diz que 20 minutos depois de aprendemos algo, só conseguimos resgatar um pouco mais da metade do aprendizado. Para isso, devemos repetir, repetir, repetir! Revisões periódicas dos estudos podem fazer com que o conteúdo seja melhor fixado e menos esquecido. Para isso, existem vários métodos como cartões de memória e mapas mentais, além de outros.

Não passei no Enem, mas não desisto!

E você? Também está chateado por não ter conseguido uma boa nota? Não passei no Enem também virou seu maior motivo de reclamação? Não desista! Com essas nossas dicas você tem tudo para se dar bem no próximo exame. Boa sorte!

Continue acompanhando o nosso blog para ter mais dicas com essas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui