Você sabia que para passar no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC), tem que ficar atento às notas de corte do Enem? Na prática, há em todo o Brasil uma série de instituições de ensino públicas que oferecem vagas em cursos de graduação através do Sisu. Todas elas dependem das notas de corte do Enem. Ou seja, é a grande chance de você ingressar na faculdade dos seus sonhos sem precisar fazer vestibular.

Em suma, dificilmente uma nota de corte é menor do que 450 pontos. Alguns cursos mais concorridos, como Medicina ou Direito, por exemplo, podem ter nota de corte de 800 pontos ou mais. Cursos mais procurados ou com maior qualidade sempre terão notas de ingresso maiores.

Para saber se você tem chances de passar no Sisu, a primeira coisa que você deve fazer é saber quais as notas de corte do Enem dos cursos e instituições desejadas. Mas afinal, o que são as notas de corte do Enem? Confira tudo nesse post!

Leia também: Dica: 6 cursos para quem gosta de ler

Notas do Enem

Quando você faz o Enem, você recebe uma nota geral. Ela é composta pela soma de todos os pontos que você fez, mais a nota da redação. Para saber sua nota, basta acessar o site do Inep, que realiza as provas do Enem, à partir do dia 17 de janeiro.

Existe sempre, para cada curso superior, uma nota mínima para conseguir uma vaga nele. Essa é a nota de corte. Cada um dos processos de seleção, seja o Sisu, o Prouni ou o Fies, tem, para cada curso, sua nota de corte. Para você ficar por dentro, o Prouni é um programa federal de bolsas e o Fiesc é um programa de financiamento estudantil.

Em outras palavras, as notas do Enem podem fazer você ingressar na faculdade, conseguir uma bolsa e também um financiamento do seu curso. Ela é influenciada tanto pela instituição, quanto pelo curso escolhido e pode variar bastante.

Como a nota do Enem é calculada

O sistema utilizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para corrigir e classificar a pontuação do Enem é através da Teoria de Resposta ao Item, ou TRI.

O TRI calcula o valor de cada questão da prova do Enem de acordo com seu nível de dificuldade. Sendo assim, as questões mais fáceis terão um peso menor que as mais difíceis.

Esse nível de facilidade ou dificuldade é decidido pelo Inep na hora da correção das provas. Aquelas questões que tem maior número de acertos serão consideradas mais fáceis, tendo por consequência, menor peso e assim por diante.

Muitas vezes acontece de um estudante tirar uma nota maior que outro que acertou um número maior de questões. É por conta do TRI. Dessa nota do TRI que vem as notas de corte do Enem na classificação para o Sisu. E você sabe o que é o Sisu?

GARANTA UMA BOLSA DE ESTUDOS NA FMU E MATRICULE-SE JÁ

O Sisu

O Sistema de Seleção Unificada, ou Sisu, é uma das principais formas de se entrar hoje em uma universidade pública. A maioria delas utiliza esse sistema total ou parcialmente para selecionar novos alunos.

Quando você aplica à uma vaga do Sisu, você deve escolher qual o tipo de inscrição. Essas podem ser:

  • Vagas de ampla concorrência: são as vagas gerais que não se aplicam nenhuma das duas outras opções abaixo;
  • Vagas para cotistas: pelo menos 37,5% das vagas do Sisu são reservadas para estudantes que fizeram o ensino médio todo em escola pública, sendo que essas ainda são divididas em duas. Metade para quem tem renda bruta mensal de até um salário mínimo e meio por membro da família e metade para quem tem renda superior. Já as cotas para quem se auto declara preto, pardo ou indígena variam de acordo com a população de pretos, pardos e indígenas naquele estado;
  • Vagas para ações afirmativas: cada instituição pode ter a sua ação afirmativa. Algumas universidades reservam vagas para quilombolas, pessoas com deficiência, entre outros.

Como funciona o acesso ao Sisu?

O processo seletivo de entrada no Sisu acontece duas vezes por ano, no início de cada semestre. As datas de inscrições da seleção do primeiro semestre de 2020 são entre 21 e 24 de janeiro. O resultado sai dia 28 de janeiro de 2020 e a chamada para a lista de espera é divulgada entre 7 de fevereiro e 30 de abril.

Todos que realizaram o Enem de 2019 e não tiraram nota zero na redação podem se inscrever. Para se inscrever, o aluno deve acessar o site do Sisu e fazer seu cadastro com seu número de inscrição do Enem.

Depois de preencher a inscrição, o candidato escolhe o curso e a universidade que deseja concorrer. Este pode ser no seu estado de domicílio ou qualquer outro do Brasil.

O processo seletivo tem duas etapas, então é preciso estar atento às datas e prazos no site. Somente cursos presenciais são oferecidos. E o que as notas de corte do Enem tem a ver com tudo isso?

Notas de corte do Enem

A nota de corte é a nota mais baixa que o último classificado para o curso fez para passar. Ela é uma referência para o candidato definir se tem chances ou não de entrar para um curso específico de uma instituição.

Esta nota é calculada em tempo real, ou seja, mesmo que a sua nota seja maior que a nota de corte do curso escolhido, pode ser que no fim do processo essa situação mude. O Ministério da Educação (MEC) lançou até uma página na internet para que você possa simular a nota de corte de cada um dos cursos nas instituições que são oferecidas.

Por que as notas de corte do Enem mudam durante as inscrições?

Essas mudanças nas notas de corte do Enem acontecem pois são muitos candidatos concorrendo. Só no segundo semestre de 2019 foram 640.205 candidatos. Isso para apenas 59.208 vagas. Essas vagas estavam distribuídas em 1,7 mil cursos de 76 instituições de ensino.

Sendo assim, as notas são calculadas uma vez por dia para cada curso com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência, segundo o MEC.

Como durante os 3 dias de inscrições, o candidato pode mudar o curso escolhido (influenciado pela nota de corte) e ainda por cima, pode escolher até dois cursos, essas notas de corte vão mudando pra se adequar aos novos cenários.

Ainda existem universidades que podem decidir dar pesos diferentes para as áreas de conhecimento ou exigir nota mínima da redação ou da pontuação total. Sendo assim, também acabam influenciando o valor da nota de corte de alguns cursos oferecidos.

Agora que você já sabe de tudo isso, como saber se você tem chance da passar no Sisu?

Tenho chance de passar no Sisu?

Na verdade, tudo depende. Como falamos lá no início, cada curso e cada instituição tem suas variáveis quando se trata de exigências e notas de corte do Enem. Há cursos mais e menos concorridos. As chances aumentam quando você escolhe um que seja mais acessível.

Quando um estudante já sabe qual curso quer fazer, tem que estar sempre ligado nas notas de corte do Enem dos concursos anteriores. Saber quantos pontos tem que fazer é o primeiro passo para ter mais chances de garantir a sua vaga no futuro.

Também estar aberto a instituições de ensino fora em outros estados é uma boa opção. Às vezes, uma universidade em outro estado pode ter uma nota de corte mais acessível do curso que você deseja.

Como é possível escolher duas opções de curso, você pode escolher em primeiro lugar aquela vaga que você realmente sonha e em segundo, o mesmo curso só que em outra instituição com nota de corte menor do que a que você obteve no Enem. Isso pode aumentar suas chances.

Claro que, quanto maior for seu desempenho no Enem, mais chances você tem de entrar em uma universidade que exige as notas para o ingresso.

Enem também abre portas para bolsas

Agora, se você, mesmo atingindo uma boa pontuação, não conseguiu entrar no curso desejado pois a nota de corte dele era maior que a que você fez, sempre existem outras alternativas. O Programa Universidade para Todos (ProUni) é uma delas.

Este programa seleciona alunos para as universidades privadas do Brasil. A FMU é uma das universidades que participa do programa, além de oferecer outras bolsas e benefícios. Para saber mais, acesse aqui.

E você, está preparado? Acha que sua pontuação foi suficiente para concorrer a uma vaga no Sisu? Fique sabendo mais sobre esse e outros assuntos aqui no blog.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui